Auto-Avaliação

Um dos pontos fortes do PPGLINC é a reconhecida qualidade de seu corpo docente. O Programa conta com um elenco de pesquisadores com projeção nacional e internacional em várias áreas, tendo como foco especial os estudos voltados para a língua portuguesa e para a formação e re-qualificação de professores de línguas, materna e estrangeiras.

É relevante também a articulação positiva entre sedimentação e inovação, pois, uma vez que o PPGLINC possui uma estrutura curricular flexível e permeável, anulando a territorialização disciplinar que ainda caracteriza a maioria de seus congêneres. Como reflexo disto, predomina a perspectiva interdisciplinar. 

Beneficia-se, ainda, o PPGLINC, do fato de estar fora dos centros tradicionais de pós-graduação no Brasil, o que favoreceu a reunião, em seu corpo docente, de pesquisadores com doutorado em diferentes instituições do país e do exterior e, consequentemente, a abertura para as mais marcantes tendências intelectuais e vertentes críticas na área de Letras e Linguística. Evidencia-se, nos últimos anos, uma renovação do seu quadro docente, com o credenciamento de docentes provenientes do antigo PPGLL, o que aponta para o amadurecimento da Pós-Graduação em Letras na UFBA.

Um outro ponto extremamente positivo é a ampliação – consistente e positiva – dos intercâmbios e convênios com outras instituições, especialmente estrangeiras. Considera-se o reconhecimento, entre pares, de parte significativa do corpo docente do Programa, expresso nas formas acima indicadas (atuação em outras instituições, em associações profissionais e em órgãos de fomento, bem como a veiculação dos resultados de suas pesquisas em periódicos publicados por várias instituições e em diversas regiões do país).

Finalmente, como prova de uma preocupação constante em busca da excelência, o PPGLINC realiza a cada triênio uma Avaliação Interna do seu corpo docente, o que já aconteceu no tocante ao triênio 2010-2012. Contando com o trabalho de uma Comissão Permanente de Avaliação Interna e com a assessoria de um consultor externo (neste período, o Programa contou com a presença do Prof. Dr. José Luiz Fiorin, da USP), os resultados são divulgados amplamente e discutidos em fórum interno com o intuito de se fazer um balanço positivo do triênio e planejar o futuro, mantendo-se o que se tem de positivo e propondo-se a correção de rota no que diz respeito aos pontos fracos apresentados durante o triênio especíico.