Solidarity

Com o desmembramento do PPGLL, consolidou-se a contribuição da Pós-Graduação em Letras para a formação pós-graduada no Estado da Bahia, sendo beneficiados educadores de instituições do estado que têm a sua formação adquirida no PPGLINC-UFBA, como, por exemplo, UESC (Ilhéus-Itabuna), UESB (Vitória da Conquista, Jequié, etc.), UEFS (Feira de Santana), UNEB (Caetité, Conceição do Coité, Guanambi, Salvador, entre outros campi), instituições particulares, como Faculdade Jorge Amado, UNIME e UNIFACS (Salvador).
 
Deve-se salientar que esta contribuição tem ultrapassado as fronteiras do Estado da Bahia, pois alunos de diversas procedências submetem-se à seleção do Programa, o que demonstra a nossa visibilidade nas diversas regiões do país. Além da Bahia, o PPGLINC tem atraído e recebido alunos oriundos de várias regiões de Sergipe, Acre, Espírito Santo, Alagoas, Ceará, Amazonas, entre outros.
 
No plano social e educacional, destaca-se, a participação de docentes do PPGLINC na implantação do sistema de cotas para ingresso de estudantes do ensino público e de afro-descendentes na UFBA, através de assessorias e diálogos com organismos da sociedade civil. Pesquisadoras do Programa participam ativamente de projetos relacionados à formação de professores indígenas na Bahia e em outros estados. Outro pesquisador coordena projetos relacionados aos Estudos da Surdez e LIBRAS, culminando com a formação de vários intérpretes de Libras pela UFBA em parceria com a UFSC. Dos resultados deste último projeto, tivemos a aprovação de um aluno surdo para curso de Mestrado do PPGLINC na Seleção 2013. 
 
Além disso, professores do PPGLINC-UFBA têm acolhido nos seus projetos de pesquisa, através do PIBIC/JR, estudantes do segundo grau, contribuindo para  a  formação de alunos da escola pública. Outra ação de integração social ocorre através do Projeto PERMANECER (específico para Ações Afirmativas). Faz-se relevante mencionar a atuação de vários pesquisadores do PPGLINC no Núcleo Permanente de Extensão em Letras do ILUFBA (NUPEL), o qual atende alunos de línguas, materna e estrangeira, oriundos de comunidades desfavorecidas através de bolsas de estudos totalmente subsidiadas. Esses alunos, nas suas salas de aula, participam dos trabalhos de pesquisa de orientandos de pesquisadores, principalmente na Linha Aquisição, Ensino e Aprendizagem de Línguas.
 
Por fim, registre-se o projeto de Doutorado Interinstitucional (DINTER) entre a Universidade Federal da Bahia e a Universidade do Oeste do Paraná (Cascavel), iniciado em 2010, e cujo benefício será extremamente significativo para aquela região, que conta com poucos cursos de PG acima do nível de Mestrado. Com o desmembramento do Programa maior, o PPGLL, o PPGLINC assumiu as atividades de parceria com a UNIOESTE e, certamente, estará dando uma contribuição ímpar para o desenvolvimento do programa receptor, exercendo influência direta para a comunidade acadêmica local que, muito em breve, contará com um grupo de 15 doutores formados praticamente no mesmo período.